Notícias Mundo

Hidilyn Diaz ganha a primeira medalha de ouro olímpica nas Filipinas para levantamento de peso

A jovem de 30 anos estabeleceu um recorde olímpico ao levantar um peso combinado de 224 kg para ficar em primeiro lugar na categoria feminina de 55 kg em Tóquio.

Diaz começou a chorar e abraçou seus treinadores depois de completar o elevador de discos. Ela foi vista segurando sua medalha e apontando para a bandeira das Filipinas em sua camisa enquanto estava no pódio.

O porta-voz do presidente filipino, Harry Roque, parabenizou Diaz por “trazer orgulho e glória” à nação insular em demonstração postado no Twitter na segunda-feira. “Todo o povo filipino está orgulhoso de você”, disse ele.

Antes do ouro, o Sudeste Asiático, uma população de aproximadamente 108 milhões de pessoas, ganhou apenas 10 medalhas olímpicas – 3 de prata e 7 de bronze.

Diaz, que conquistou a prata nos Jogos Rio 2016, alcançou seu recorde pessoal ao vencer a dura competição com o detentor do recorde mundial Liao Qiuyun, da China, que ganhou a prata com peso de 223 kg, e Zulfiya Chinshanlo do Cazaquistão, que conquistou o bronze com peso de 213 kg.

Diaz é um dos muitos atletas cuja preparação e treinamento para as Olimpíadas foram interrompidos pelas restrições da Covid-19.

A certa altura, Diaz ficou preso por vários meses na Malásia, a caminho de uma competição no Peru, após severas restrições de fronteira do governo, informou a Reuters.

Em um vídeo postado no Instagram durante seu fechamento, Diaz é praticada com garrafas de água presas a uma vara de madeira.

“Sim eu quero. Eu carrego uma garrafa de água para treinar levantamento de peso. É difícil, mas vamos sobreviver, ainda vivendo o sonho do meu coração ”, dizia a legenda.

Leave a Comment