Notícias Mundo

Técnico alemão de ciclismo demitido das Olimpíadas devido a comentários racistas

O chefe da Confederação Alemã de Esportes Olímpicos (DOSB) confirmou na quinta-feira que Moster “não fará mais parte da equipe de ciclismo” nas Olimpíadas e retornará à Alemanha.

A decisão foi publicada no site do DOSB quase 24 horas após o incidente, informou a Reuters.

Moster, diretor de esportes da federação alemã de ciclismo, foi ouvido no evento gritando um insulto depreciativo – referindo-se a pessoas do Oriente Médio – ao ciclista alemão Nikias Arndt.

Moster mais tarde se desculpou por esses comentários, culpando o “calor do momento” e disse que não era racista, relata a Reuters.

Os campeões olímpicos pedem ao COI que permita os protestos no pódio

Mas o presidente do DOSB e o líder da delegação de Tóquio, Alfons Hörmann, disseram que Moster “violou” os valores olímpicos.

“Acreditamos que suas desculpas públicas pelas observações racistas que fez ontem são sinceras. No entanto, com esse descarrilamento, o Sr. Moster violou os valores olímpicos.

“Fair play, respeito e tolerância não são negociáveis [team Germany]”Disse Hörmann.

O Comitê Olímpico Internacional saudou a decisão de mandar Moster para casa, acrescentando que seus comentários “não aconteceram” durante os jogos, informou a Reuters.

Leave a Comment