Notícias Mundo

Kimia Alizadeh: desertor iraniano da equipe olímpica de refugiados atordoa o bicampeão olímpico de taekwondo

Kimia Alizadeh derrotou Jones da Grã-Bretanha por 16 a 12 na 16ª rodada de taekwondo feminino de -57 kg no domingo.

Nas quartas de final ela derrotou a chinesa Lijuna Zhou, e na disputa pela medalha de bronze ela perdeu para a turca Hatice Kuba Ilgun.

Se Alizadeh tivesse vencido esta partida, ela teria conquistado a primeira medalha da Equipe Olímpica de Refugiados desde sua criação em 2016.

Na manhã de domingo, Alizadeh derrotou o atleta iraniano Nahid Kiyani Chandeh na fase de qualificação.

Há cinco anos, Alizadeh se tornou o primeiro iraniano a ganhar uma medalha olímpica em uma competição pelo Irã, após ganhar o bronze no taekwondo nos Jogos Olímpicos do Rio de 2016.
Carinhosamente conhecida no Irã como “Tsunami”, Alizadeh anunciou em 2020 que havia deixado definitivamente seu país de nascimento e viajado para a Europa em meio a duras críticas ao regime iraniano.
A equipe olímpica de refugiados Kimia Alizadeh (azul) e Nahid Kiyani Chandeh do Irã (vermelho) competem na rodada classificatória de taekwondo feminino até 57 kg nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020 no Makuhari Messe Hall em Tóquio em 25 de julho de 2021.

“Eu sou uma das milhões de mulheres oprimidas no Irã com quem elas brincam há anos”, escreveu a atleta em um post no Instagram em 2020, explicando por que estava fugindo.

O jovem de 23 anos recebeu o status de refugiado na Alemanha e agora mora na cidade bávara de Aschaffenburg.

Alizadeh comemora após derrotar Jade Jones do Team Britain.

Alizadeh é o terceiro atleta refugiado na Alemanha, de acordo com a Associação Alemã de Taekwondo.

De acordo com o Comitê Olímpico Internacional (COI), 29 atletas disputam este ano o título de Equipe de Refugiados do COI.

O presidente do COI, Thomas Bach, anunciou a criação da Equipe Olímpica de Refugiados – a primeira de seu tipo – em 2015 como parte do compromisso do comitê de “ajudar os atletas de elite em potencial afetados pela crise global de refugiados.”

A americana Anastasija Zolotic conquistou o ouro no taekwondo feminino (57 kg), batendo Tatiana Minina, do Comitê Olímpico Russo, que conquistou a prata.

Tatiana Manina e Anastasija Zolotic disputam a disputa pela medalha de ouro no taekwondo feminino de -57 kg.

Zolotic é a primeira mulher americana a ganhar o ouro olímpico no taekwondo.

O bronze foi para Ilguna e Lo Chia-Ling, de Taipé Chinês.

Leave a Comment