Notícias Mundo

A Microsoft exigirá vacinas para funcionários em seus escritórios nos Estados Unidos

A empresa de tecnologia disse terça-feira que funcionários, fornecedores e visitantes estavam entrando Microsoft (MSFT) Os prédios dos EUA serão obrigados a fornecer comprovante de vacinação a partir de setembro.
O CEO da Microsoft avisa que

“Como temos feito desde o início da pandemia, continuamos a acompanhar de perto os novos desenvolvimentos e ajustar nossos planos à medida que a situação evolui, tendo em mente a saúde e segurança dos funcionários”, disse a empresa em um comunicado.

A empresa sediada em Redmond, Washington, também adiou a reabertura total de seus escritórios nos EUA até 4 de outubro. Anteriormente, esperava-se que os escritórios nos Estados Unidos fossem totalmente inaugurados em 7 de setembro. Pais que trabalham com filhos muito novos para receber a vacina e cuidadores de pessoas imunocomprometidas poderão trabalhar em casa até janeiro.

A empresa emprega mais de 180.000 pessoas em todo o mundo, das quais aproximadamente 100.000 estão nos Estados Unidos.

O recente aumento de casos da Covid-19 devido à disseminação da variante Delta está fazendo com que muitas empresas reconsiderem seus planos de reabertura.
Na semana passada, os gigantes do Vale do Silício o Facebook (pensão completa) e Google (GOOG) Eles disseram que exigiriam a vacinação dos trabalhadores que retornassem aos seus campi.
A Microsoft disse que funcionários com problemas médicos ou algum outro motivo protegido a pessoa não vacinada pode receber acomodação.

O plano de trabalho flexível da Microsoft permite que a maioria dos funcionários trabalhe remotamente até 50% do tempo sem a aprovação de seu gerente.

O CEO Satya Nadella disse em uma entrevista à CNN Business na semana passada que a empresa continuará a revisar os dados e avaliar sua política de retorno ao trabalho.

“As pessoas vão votar com os pés”, disse Nadella. “Portanto, uma das outras coisas que também quero que sejamos é muito orientada para os dados, e não dogmática em todas as políticas que fazemos. Não só em termos de abertura, mas até no próximo ano. ”

Leave a Comment