Entretenimento

Will Smith volta a pedir desculpas por tapa em Chris Rock: ‘Inaceitável’

‘Estou profundamente arrependido, mas estou tentando ter remorso sem ter vergonha de mim mesmo’, diz ator em vídeo de quase seis minutos. ASSISTA.

Will Smith quebrou o silêncio e falou pela primeira vez em vídeo, nesta sexta-feira (29), sobre tapa que deu em Chris Rock no Oscar 2022, após um comentário sobre sua mulher, a atriz e apresentadora Jada Pinkett.

Rock apresentava o prêmio de melhor documentário, quando fez uma piada sobre a cabeça raspada de Jada, que tem alopecia, uma doença que causa a queda de cabelos.

Quatro meses depois do episódio, o ator postou um vídeo de quase seis minutos em seu canal no YouTube no qual comenta o caso.

Smith responde a três perguntas que foram feitas na internet. A primeira delas questiona o motivo do ator não ter pedido desculpas à Chris quando recebeu o Oscar de melhor ator pela atuação em “King Richard: Criando Campeãs”.

“Estava tudo confuso naquele momento. Entrei em contato com Chris e a mensagem que voltou é que ele não está pronto para falar”.

“Quero falar para você, Chris, eu te peço desculpas. Meu comportamento foi inaceitável e eu estou aqui para falar quando você estiver pronto”, diz o ator.

Smith também pede desculpas à mãe e à família de Chris. “Não pensei em como as pessoas ficaram magoadas naquele momento”.

Ele diz que passou os últimos três meses pensando nas “nuances” e na “complexidade” do que aconteceu na premiação.

“Posso dizer que não há nenhuma parte de mim que pensa que aquele foi o jeito certo de me comportar naquele momento”, afirma Smith.
“Não tem nenhuma parte de mim que pensa que aquele foi a melhor maneira para lidar com um sentimento de desrespeito ou insultos”, continua.

Antes do vídeo desta sexta, Smith já tinha divulgado um comunicado em que também pedia desculpas a Chris Rock no dia seguinte ao Oscar 2022, em 28 de março.

Reação de Jada

A segunda pergunta é relacionada à atitude de Jada quando Rock fez a piada: “Ela pediu que você marido fizesse algo, depois de revirar os olhos?”, lê Smith antes de responder.

“Não. Eu fiz uma escolha pela minha própria experiência, minha própria história, minha história com Chris. Jada não tem nada a ver com isso. Desculpa, amor. Quero dizer desculpa também aos meus filhos”.

“Eu ainda posso ver os olhos de Questlove, isso aconteceu quando ele ganhou… Pedir desculpas não é suficiente”.

O diretor Questlove foi premiado com o documentário “Summer of Soul (…ou Quando A Revolução Não Pôde Ser Televisionada)”. Veja lista completa dos vencedores do Oscar 2022.

‘Desapontar pessoas é meu trauma central’
A terceira e última pergunta do vídeo é: “O que ele diria para as pessoas que ficaram decepcionadas com a sua postura?”.

“Desapontar pessoas é o meu trauma central. Eu odeio quando decepciono as pessoas. Então me machuca psicologicamente e emocionalmente saber que não fiz jus à imagem e impressão das pessoas sobre mim”, afirma Smith.

“O trabalho que estou tentando fazer é: eu estou profundamente arrependido, mas estou tentando ter remorso sem ter vergonha de mim mesmo. Eu sou humano, cometi um erro e estou tentando não pensar em mim como um pedaço de merda”.
“Sei que foi confuso, sei que foi chocante, mas eu prometo que estou profundamente dedicado e comprometido em colocar luz, amor e alegria no mundo”.

“Se você aguentar um pouco, eu prometo que nós vamos ser amigos outra vez”, termina Smith.

Leave a Comment